Dicionário do Euromilhões

A
Acertos – Conjunto de números (e/ou estrelas) prognosticados/jogados saídos na chave
sorteada.
Ver no Fórum sobre o assunto: Probabilidades de Acertos
Acontecimentos – Conjunto de ocorrências relacionadas com as chaves saídas no historial do
Euromilhões. Podem ser acontecimentos recentes (últimas chaves saídas) ou totais (desde o
sorteio nº1).
Adjacentes – Sejam a, b, c, d, e, os números saídos no último sorteio, números adjacentes
são um sub-conjunto usado como filtro formado por
(a-1), (a+1), (b-1), (b+1), (c-1), (c+1), (d-1), (d+1), (e-1), (e+1);
Alguns membros consideram ainda uma excepção a esta regra, excepção essa, composta pelos
números 1 e 50, considerando que os mesmos são adjacentes.
Ver ficheiro com Estatísticas de Figuras seguindo link da assinatura do membro
PSAZF.
AE – (abrev.) Ver Anel Exterior
AI – (abrev.) Ver Anel Interior
AIM – (abrev.) Ver Anel Intermédio
Aleatório – Em estatística, um número aleatório é um número que pertence a uma série
numérica e não pode ser previsto a partir dos membros anteriores dessa série (Wikipédia).
Ver no Fórum sobre o assunto: Aleatório ou talvez não tanto…
Algorítmo – De uma forma geral e pouco aprofundada, define-se por algoritmo um conjunto
de regras ou procedimentos suficientes para resolver determinado enunciado.
Altos – Números altos são todos os que pertencem ao intervalo [26-50]; Ver Baixos – Altos.
Amostra – No contexto do Euromilhões e Lotos similares, trata-se de um conjunto de chaves
saídas que deverá ser representativa do universo em estudo e através da qual se possam
inferir conclusões.
Amplitude – Filtro utilizado que se refere a um intervalo de valores (mínimo e máximo) para
a distância entre o primeiro e ultimo número da chave ordenada, Sejam (b) o nº mais baixo da
chave, e (a) o mais alto, a amplitude é calculada da seguinte forma: Amplitude = (a – b + 1).
Ver ficheiro com Estatísticas de Figuras seguindo link da assinatura do membro
PSAZF.
Anéis – Subconjuntos usados como filtros; existem 3 anéis na grelha do Euromilhões; Anel
Exterior; Anel Interior e Anel Intermédio.
Ver ficheiro com Estatísticas de Figuras seguindo link da assinatura do membro
PSAZF.
Anel Exterior – O anel exterior (AE) é formado pelos números
1-2-3-4-5-6-7-12-13-18-19-24-25-30-31-36-37-42-43-44-45-46-47-48-49-50; Ver Anéis.
Anel Interior – O anel interior (AI) é formado pelos números 15-16-21-22-27-28-33-34; Ver
Anéis.
Anel Intermédio – O anel intermédio (AIM) é formado pelos números
8-9-10-11-14-17-20-23-26-29-32-35-38-39-40-41; Ver Anéis.
Anti-Verdinhas – Para cada estatística em estudo, as Anti-Verdinhas são o conjunto de
figuras complementares às verdinhas, isto é, são todas as figuras excepto as 2 figuras mais
prováveis/saídas.
Ver no fórum sobre o assunto: Verdinhas e Anti-Verdinhas ou ainda este post
Ver ficheiro com Estatísticas de Figuras seguindo link da assinatura do membro
PSAZF.
Aposta em Múltiplas – No Euromilhões, Múltiplas são apostas em que se marcam mais de 5
e/ou mais que 2 estrelas. O conjunto de chaves resultantes de uma Múltipla é igual a todas as
combinações possíveis (Apostas Simples) com os nºs e estrelas marcados.
Ver no Fórum sobre o assunto: Afinal o que é jogar com apostas múltiplas e/ou
com desdobramentos?
Aposta Simples – No Euromilhões constitui uma aposta em 5 números e duas estrelas. Ver
Aposta em Múltiplas.
Arranjos – Diferentes formas (Permutações) de se constituírem grupos de r elementos
escolhidos entre n; A(n;r) = n.(n-1)...(n-r + 1) = n! /(n-r)!
Ao contrário do que acontece com as Combinações, nos arranjos a ordem /posição ocupada
por cada elemento é tida em conta!
Atrasados – O termo Atrasados diz respeito ao conjunto de números ausentes num dado
intervalo de tempo. Faz parte de uma série de filtros usados quer no método dos UQFA (onde
se considera atrasado um número que esteja ausente em todas as 15 chaves precedentes,
quer no método da Pirâmide (onde se considera atrasado um número que esteja ausente nas
16 chaves precedentes).
B
Baixos – Números baixos são todos os que pertencem ao intervalo [1-25]; Ver
Baixos-Altos.
Baixos-Altos – Divisão dos 50 números em duas partes iguais, números Baixos e números
Altos, usada como filtro.
Ver ficheiro com Estatísticas de Figuras seguindo link da assinatura do membro
PSAZF.
Boletim – No euromilhões trata-se, no caso de Portugal, de um Impresso onde constam 5
grelhas e que se destina à leitura das apostas por um terminal de apostas.
C
Canto Inferior Direito – O Canto Inferior Direito (CID) é o conjunto formado pelos números:
28-29-30-34-35-36- 40-41-42-46-47-48. Ver Cantos.
Canto Inferior Esquerdo – O Canto Inferior Esquerdo (CIE) é o conjunto formado pelos
números: 25-26-27-31-32- 33-37-38-39-43-44-45-49-50. Ver Cantos.
Canto Superior Direito – O Canto Superior Direito (CSD) é o conjunto formado pelos
números: 4-5-6-10-11-12- 16-17-18-22-23-24. Ver Cantos
Canto Superior Esquerdo – O Canto Superior Esquerdo (CSE) é o conjunto formado pelos
números 1-2-3-7-8-9-13-14-15-19-20-21. Ver Cantos
Cantos – Subconjuntos usados como filtros, existem 4 Cantos na grelha do Euromilhões;
Canto Superior Esquerdo, Canto Superior Direito, Canto Inferior Esquerdo, Canto Inferior
Direito.
Ver ficheiro com Estatísticas de Figuras seguindo link da assinatura do membro
PSAZF.
Capicuas – Para além das capicuas propriamente ditas 11, 22, 33 e 44 (números que lidos da
direita para a esquerda ou da esquerda para a direita são idênticos), em muitas análises do
Euromilhões são considerados números capicuas os números que, dentro do conjunto dos 50
possuem um par simétrico, isto é,
01-10;02-20;03-30;04-40;05-50;12-21;13-31;14-41;23-32;24-42;34-43. Estes números são
usados como filtros bem como premissas em algumas análises e Prognósticos.
Ver no Fórum sobre o assunto: Estratégia um outro patamar…
Ver ficheiro com Estatísticas de Figuras seguindo link da assinatura do membro
PSAZF.
CID – (abrev.) Ver Canto Inferior Direito
CIE – (abrev.) Ver Canto Inferior Esquerdo
Classe – Trata-se da subdivisão de um grupo em várias partes de acordo com determinado
critério. Isto é, agrupam-se conjuntos de dados de forma a que possuam uma característica
comum, para posteriormente podemos assim determinar a frequência dessa característica
dentro da amostra.
No estudo estatístico dos dados dos jogos de loto, é usual criarem-se algumas classes como
por exemplo Dezena X; Terminação “Y” ou mesmo soma {a-b} mais tarde
Colunas – Divisão vertical da grelha em 6 classes que é usada como filtro bem como Premissa
em algumas análises e Prognósticos.
C1 - 01, 07, 13, 19, 25, 31, 37, 43, 49; C2 - 02, 08, 14, 20, 26, 32, 38, 44, 50; C3 - 03, 09,
15, 21, 27, 33, 39, 45; C4 - 04, 10, 16, 22, 28, 34, 40, 46; C5 - 05, 11, 17, 23, 29, 35, 41,
47; C6 - 06, 12, 18, 24, 30, 36, 42, 48;
Ver ficheiro com Estatísticas de Figuras seguindo link da assinatura do membro
PSAZF.
Combinações – É a quantidade de subconjuntos com N elementos, que existem num conjunto
de M elementos, em que não há repetição de membros dentro do conjunto. De um modo mais
simples, é a quantidade de combinações (grupos de N elementos diferentes) que podem ser
formadas, a partir de um grupo de M elementos diferentes. Normalmente escrito como C (N,
M).
No caso do Euromilhões, para os 50 números, são necessárias 2118760 combinações para
garantir 5 acertos.
Ver no Fórum sobre o assunto: Combinações – como calcular e exemplos.
Confiança – No contexto do Euromilhões este termo é aplicado relativamente aos intervalos
definidos para determinado filtro (valores mínimos e máximos esperados).
Consecutivos – Parâmetro usado como filtro e que diz respeito aos números seguidos dentro
de uma determinada chave, podendo variar de 0 a 4, sendo que 4 consecutivos representam
uma chave com 5 números seguidos.
Exemplos: a chave
1-2-4-7-9 possui 1 consecutivos
1-2-3-7-9 possui 2 consecutivos
1-2-4-7-8 possui 2 consecutivos
1-2-3-4-9 possui 3 consecutivos
1-2-4-5-6 possui 3 consecutivos
1-2-3-4-5 possui 4 consecutivos
Ver no fórum sobre o assunto: Consecutivos.
Ver ficheiro com Estatísticas de Figuras seguindo link da assinatura do membro
PSAZF.
Corte – Eliminação de um ou mais conjuntos de números ou chaves de acordo com
determinado critério.
Cruz – Conjunto de 24 números que quando marcados sobre a grelha do euromilhões
desenham uma cruz. Parâmetro usado como filtro ou indicador na escolha individual de
números.
Ver ficheiro com Estatísticas de Figuras seguindo link da assinatura do membro
PSAZF.
CSD – (abrev.) Ver Canto Superior Direito
CSE – (abrev.) Ver Canto Superior Esquerdo
Curva de Gauss – Gráfico que representa a distribuição normal de probabilidades, a função
de densidade de probabilidade é neste caso definida pela média e variância.
D
Desdobramento – Conjunto de todas as combinações possíveis para um determinado
conjunto de números e/ou condições.
Ver no fórum sobre o assunto: Combinações e Apostas Múltiplas
Dezenas – Divisão de números usada quer como filtro quer como indicador em alguns
prognósticos. Existem duas abordagens:
A - (considera 5 subdivisões iguais de dez números cada): 1-10; 11-20; 21-30; 31-40; 41- 50
B - (Considera 4 subdivisões de dez, uma de nove e outra de um números): 1-9; 10-19;
20-29; 30-39; 40-49;50
Ver ficheiro com Estatísticas de Figuras seguindo link da assinatura do membro
PSAZF.
Diagonal – Série de números que quando marcados sobre a grelha do Euromilhões assumem
a forma de diagonais, existem diagonais positivas e negativas.
Distância – A distância entre os números que compõem uma chave é um critério utilizado
como filtro (atenção que distância não equivale à diferença entre os números):
Sejam a, b, c, d, e os nºs que compõem uma chave e a<b<c<d<e
Podemos calcular vários valores de D (distancia)
D(a, b) = b – a + 1; D(b, c) = c – b + 1; D(c, d) = d – c + 1; D(d, e) = e – d + 1
E ainda D(a, e) = e – a + 1
Ver no fórum sobre o assunto: Distância entre números
Ver ficheiro com Estatísticas de Figuras seguindo link da assinatura do membro
PSAZF.
Distribuição – Forma de agrupar uma amostra em diversas classes de modo a permitir por
exemplo a distribuição de frequências de probabilidades.
Duplas – Conjunto de 2 números, usualmente constituinte de chaves já saídas.
E
Espelhos – Ver capicuas.
F
Figuras – Modo de representação da distribuição dos números de um sorteio numa chave,
onde cada algarismo representa a quantidade de números por cada classe.
Filtros – Condições aplicadas a um desdobramento com o intuito de reduzir o número de
chaves do mesmo.
Ver no fórum sobre o assunto: Desdobramentos, sistemas reduzidos e filtros.
Fixos – Números escolhidos pelo apostador que constam em todas as chaves de um
desdobramento ou Sistema Reduzido.
Frequência – No caso das estatísticas de lotos considerasse a frequência absoluta a que
nos indica directamente o número de ocorrências dentro de cada uma das nossas classes e a
frequência relativa (expressa geralmente em %) a que indica a razão entre a frequência
absoluta e o tamanho da amostra.
Frios – Números que têm uma ausência de 11 a 14 semanas, segundo o método UQFA.
Poderão igualmente ser considerados os que têm uma ausência de 11 a 15 semanas, ou seja 5
sorteios, correspondendo a metade da sua média teórica de saída.
G
Garantia – Quantidade de acertos garantidos, caso se verifique a premissa de acertos
necessários. Normalmente é indicada como X se Y. Num desdobramento, dado que se jogam
todas as chaves, a Garantia é de (5se5) 5 acertos garantidos, caso os cinco números sorteados
estejam entre os números que escolhemos para constituir o nosso desdobramento.
No caso de Sistemas Reduzidos, a Garantia nunca é de 5se5, mas sim inferior - 4se5, 3se5,
2se5, 4se4, 3se4, 2se4, 3se3, 2se3, 2se2.
Por exemplo, a Garantia 3se4, quer dizer que temos a garantia de 3 acertos, caso 4 dos
números sorteados estejam entre aqueles que constituem o Sistema Reduzido.
GE’s – (abrev.) Ver Grupos Especiais.
Grelha – Também denominada matriz ou quadrícula, consiste na distribuição de x números
por N linhas e M colunas, onde se efectuam as apostas de uma lotaria. No caso do
Euromilhões, o boletim é diferente de país para país. O boletim de Euromilhões Português,
para os 50 números possui 9 linhas por 6 colunas. A grelha das 9 estrelas é composta por 3
Linhas e 3 colunas. A distribuição dos números pela grelha influencia vários filtros
impossibilitando por exemplo a aplicação directa de alguns softwares que têm em conta outras
grelhas.
Grupos Especiais – Grupos de números ligados à estratégia das Capicuas. Nestes grupos
saem, em perto de 100% dos sorteios (desde que existe o EM e até ao sorteio 29/06 apenas
em 3 ocasiões saíram 3 números num destes Grupos), entre 0 e 2 números. Na sua
totalidade,são constituídos pelos seguintes grupos:
a) 1,2,11 e 29; b) 3,4,14 e 23; c) 5,6,12 e 30; d) 7, 8, 16 e 33;
e) 9,10, 25 e 41; f) 13,15, 24 e 32; g) 17,18,31 e 44; h) 19,20,42 e 48;
i) 21,22,46 e 47; j) 26,27,28 e 36; l) 34,35,38 e 43; m) 37,39, 40,45, 49 e 50
H
Historial – Conjunto de dados recolhidos ao longo de todos os sorteios anteriores.
Ver ficheiro com Estatísticas de Figuras seguindo link da assinatura do membro
PSAZF.
I
Impares – Subconjunto usado como filtro composto pelos seguintes números:
1-3-5-7-9-11-13-15-17-19-21-23-25-27-29-31-33-35-37-39-41-43-45-47-49. Ver
Pares-Impares.
Inferência Estatística – Processo através do qual a partir de uma amostra se estabelecem
regras a aplicar a todo o universo em estudo.
J
Jackpot – Diz-se quando em determinado sorteio, nenhum apostador acerta no 1º prémio,
transitando o seu valor para o sorteio seguinte.
L
Limites – Valores máximos e mínimos que definem um intervalo para a saída de determinado
parâmetro ou filtro.
Linhas – Divisão horizontal da grelha em 9 classes que é usada como filtro bem como
premissa em algumas análises e prognósticos.
L1:01-02-03-04-05-06; L2: 07-08-09-10-11-12; L3: 13-14-15-16-18; L4:19-20-21-22-23-24;
L5: 25-26-27-28-29-30; L6: 31-32-33-34-35-36;
L7: 37-38-39-40-41-42; L8:43-44-45-46-47-48; L9: 49-50.
Ver ficheiro com Estatísticas de Figuras seguindo link da assinatura do membro
PSAZF.
Linhas Orientadoras – Método de análise que recorre às diagonais e respectivas somas para
determinar um conjunto de números a apostar.
LO – (abrev.) Ver Linhas Orientadoras.
Locus – Termo empregue para referir a posição que determinado número ocupa na chave
ordenada, seja por ordem crescente ou por ordem de saída das bolas numeradas aquando o
sorteio.
M
Matriz – Ver grelha.
Máximo – Geralmente designa o valor mais alto esperado para determinado acontecimento.
Ver Limites; Também pode significar o valor mais alto de uma série.
Média – É uma medida de tendência central, tal como a mediana, de uma distribuição, que
usualmente é representativa da mesma. Sejam X o conjunto de elementos dessa distribuição e
n o numero de elementos a média determina-se através da SOMA (X:X)/ n.
Mediana – A mediana é, tal como a média, uma medida de tendência central de uma
distribuição que separa em duas partes iguais os valores desta, assim para determinado valor
x, a probabilidade deste ser maior que a mediana é exactamente igual à probabilidade de ser
maior. Em casos de populações (n) ímpares, a mediana será o elemento central (n+1)/2. Para
os casos de populações (n) pares, a mediana será o resultado da média simples de n/2 e
n/2+1.
Método PSAZF – Método para a criação e obtenção de Sistemas Reduzidos, em que a
quantidade de chaves é de facto a mínima, necessária e suficiente, para que se verifique a
Garantia do Sistema Reduzido.
Mínimo – Geralmente designa o valor mais baixo esperado para determinado acontecimento.
Ver Limites; Também pode significar o valor mais baixo de uma série.
Moda – Numa distribuição a Moda é o valor que ocorre com maior frequência, por outras
palavras é aquele cuja probabilidade de ocorrência é maior. Ao contrário da média e da
mediana, podem coexistir vários valores para a Moda.
N
Número Palíndromo – Número que lido da direita para a esquerda ou da esquerda para a
direita é idêntico, no Euromilhões são exemplos de números palíndromos 11, 22, 33 e 44. Ver
capicuas.
O
Ordem Lexicográfica – Diz-se que um desdobramento está ordenado lexicograficamente
quando as chaves estão dispostas de forma “alfabética”, isto é, quando apresentam da
esquerda para a direita o menor número possível.
Exemplo: Desdobramento de 7 numeros
1-2-3-4-5
1-2-3-4-6
1-2-3-4-7
1-2-3-5-6
1-2-3-5-7
1-2-3-6-7
1-2-4-5-6
1-2-4-5-7
1-2-4-6-7
1-2-5-6-7
1-3-4-5-6
1-3-4-5-7
1-3-4-6-7
1-3-5-6-7
1-4-5-6-7
2-3-4-5-6
2-3-4-5-7
2-3-4-6-7
2-3-5-6-7
2-4-5-6-7
3-4-5-6-7
Ordem Colexicográfica – Diz-se que um desdobramento está ordenado colexicograficamente
quando as chaves estão dispostas de forma a que a chave x+1 se distinga apenas num
número da chave x. (Ver também ordem lexicografica)
Exemplo: Desdobramento de 7 numeros
1-2-3-4-5
1-2-3-4-6
1-2-3-5-6
1-2-4-5-6
1-3-4-5-6
2-3-4-5-6
1-2-3-4-7
1-2-3-5-7
1-2-4-5-7
1-3-4-5-7
2-3-4-5-7
1-2-3-6-7
1-2-4-6-7
1-3-4-6-7
2-3-4-6-7
1-2-5-6-7
1-3-5-6-7
2-3-5-6-7
1-4-5-6-7
2-4-5-6-7
3-4-5-6-7
P
Pares – Subconjunto usado como filtro composto pelos seguintes números:
2,4,6,8,10,12,14,16,18,20,22,24,26,28,30,32,34,36,38,40,42,44,46,48,50.
Ver Pares-Impares.
Pares/Ímpares – Divisão dos 50 nºs em dois grupos complementares de 25 nºs cada (pares
e impares) usada como filtro .
Ver ficheiro com Estatísticas de Figuras seguindo link da assinatura do membro
PSAZF.
Permutações Simples – Permutações simples de N elementos distintos, são os subconjuntos
formados com todos os N elementos e que diferem uns dos outros pela ordem de seus
elementos, dentro de cada subconjunto.
Pirâmide – Método que consiste em considerar as 16 últimas chaves, a mais recente na base
e a mais antiga das 16 no topo. Depois, começa-se de baixo para cima a riscar os números
que se forem repetindo conforme vamos verificando as chaves até à que está no topo. No final
ficará algo semelhante a uma pirâmide na sua forma. Os números que estiverem mais perto
do topo (no cimo) são os considerados como estando "no Topo da Pirâmide".
Independentemente do "Topo da Pirâmide", esta é constituída por 4 níveis: o 1º constituído
pelas chaves dos 2 últimos, o 2º constituído pelos números que têm entre 3 e 8 semanas, o 3º
constituído pelos números que têm entre 9 e 16 semanas de ausência, por último, o 4º
constituído pelos números com 17 ou mais semanas de ausência (os atrasados).
Prémios – Ver Tabela de Prémios (Simples e Múltiplas)
Premissa – Argumento do qual se infere uma conclusão. No caso de muitas análises que se
fazem no fórum, é um conjunto de premissas que determina o grupo de números favoritos ou
o tipo de chave que se espera ser sorteada.
Primos – Um número primo, é um numero (inteiro) que tem exactamente quatro divisores
(ou seja, é divisível por 1, -1, ele próprio e o seu simétrico. O simétrico de um numero primo é
igualmente um numero primo. No Euromilhões são primos os números:
2,3,5,7,11,13,17,19,23,29,31,37,41,43 e 47. Por convenção o 0 e o 1 não são primos nem
compostos, não obstante o nº 1 integra o conjunto de nºs primos em algumas estatísticas do
Euromilhões.
Ver ficheiro com Estatísticas de Figuras seguindo link da assinatura do membro
PSAZF.
Prognóstico – Análise ou conjunto de números que visa o apuramento da chave de um futuro
sorteio.
Q
Quadras – Conjunto de 4 números (considerados normalmente, constituintes de chaves já
saídas em sorteios anteriores)
Quadriculas – Ver grelha.
Quentes – Números que têm uma ausência de 1 a 10 semanas, segundo o método UQFA.
Este intervalo de 10 semanas, corresponde à média teórica de saída de cada número, ou seja,
se existem 50 números e são sorteados 5, temos 50 nºs / 5 sorteados = 10 semanas. Dizendo
de outro modo, cada número deveria sair uma vez de 10 em 10 semanas.
Quinas – Conjunto de 5 números (considerados normalmente, constituintes de chaves já
saídas em sorteios anteriores)
Quintetos – São subconjuntos das dezenas que podem ser considerados como premissas ou
individualmente como filtros. Existem 10 quintetos no euromilhoes: (1-2-3-4-5), (6-7-8-9-10),
(11-12-13-14-15), (16-17-18-19-20), (21-22-23-24-25), (26-27-28-29-30),
(31-32-33-34-35), (36-37-38-39-40), (41-42-43-44-45), (46-47-48-49-50)
Ver ficheiro com Estatísticas de Figuras seguindo link da assinatura do membro
PSAZF.
R
Repescagem – Durante a elaboração de um sistema reduzido diz-se que uma ou mais
chaves são repescadas, quando após terem sido excluídas inicialmente do sistema reduzido
em questão, são novamente seleccionadas para substituir duas chaves ou mais chaves que
façam parte do sistema. A repescagem acontece sempre que for possível substituir 2+x chaves
do sistema por 1+x (com x=0,1,2…) chaves do desdobramento inicial sem perda da garantia
do sistema reduzido.
S
Saídas – Diz-se da quantidade de vezes que um número ou estrela já foi sorteado.
SCML – Abreviatura de Santa Casa da Misericórdia de Lisboa
Sistema – Conjunto de chaves extraídas de um desdobramento.
Sistema Filtrado – Conjunto de chaves extraídas (ou obtidas) de um desdobramento, através
da aplicação de filtros, de modo a que a quantidade final de chaves seja inferior à quantidade
inicial existente no desdobramento
Sistema Reduzido – Conjunto de chaves extraídas (ou obtidas) de um desdobramento ou
Sistema Filtrado, através da aplicação de métodos de redução. Um Sistema Reduzido é
caracterizado pela sua garantia e quantidade de chaves geradas, podendo ser do tipo clássico
(ou italiano) ou mínimo (ou mínimo encontrado!). Ver SR (a,b,c,d ) = e
Ver no fórum sobre o assunto:
Sistemas Reduzidos - Euromilhões, Totoloto e Totobola
Sistemas reduzidos – números, garantias e chaves necessárias
Soma – Indica o somatório dos 5 números ou das 2 estrelas saídas num sorteio. Números e
Estrelas têm somas distintas. Existem várias divisões possíveis.
Ver ficheiro com Estatísticas de Figuras seguindo link da assinatura do membro
PSAZF.
Somas LO – Representam a quantidade de números apanhados pelas linhas do método Linhas
Orientadoras.
SR (a,b,c,d ) = e – Notação ou modo de mencionar um Sistema Reduzido, em que:
a = quantidade de números do desdobramento
b = quantidade de números sorteados nessa lotaria
c = quantidade de acertos garantidos (caso se verifique d)
d = quantidade de acertos necessários (para se verificar c)
e = quantidade de chaves finais do Sistema Reduzido
SW – Abreviatura de software.
T
Terminações – Divisão dos números em 10 classes: x1-x2-x3-x4-x5-x6-x7-x8-x9-x0 que é
amplamente usada como premissa bem como filtro em muitas análises.
Ver ficheiro com Estatísticas de Figuras seguindo link da assinatura do membro
PSAZF.
Ternos – Conjunto de 3 números (considerados normalmente, constituintes de chaves já
saídas em sorteios anteriores)
Topo da Pirâmide – Número (s) que compõe o ultimo patamar preenchido da pirâmide.
TP – (abrev.) Ver Topo da Pirâmide.
U
Últimos – Conjunto dos 5 números saídos no último sorteio segundo o método UQFA e nos
dois últimos sorteios segundo o método da Pirâmide.
Universo – Total de chaves possíveis no Euromilhões. São 76275360 chaves [C(50;5 x C(
9;2)].
UQFA – Método que divide os números pelas seguintes categorias U (Últimos), Q (Quentes), F
(Frios), A (Atrasados)
Ver no fórum sobre o assunto: Números Quentes, Frios, Atrasados e Último
Sorteio
Ver ficheiro com Estatísticas de Figuras seguindo link da assinatura do membro
PSAZF.
V
Variância – A variância de uma variável aleatória é uma medida da sua dispersão estatística,
indicando quão longe em geral os seus valores se encontram do valor esperado.
Verdinhas – Termo utilizado para designar um conjunto de figuras que são para cada 1 dos
seguintes parâmetros, as suas 2 figuras mais prováveis/ saídas:
Dezenas: 221, 2111; Terminações: 2111, 11111; Linhas: 2111, 11111; Colunas: 221, 2111;
Baixos Altos: 32, 23; Pares Ímpares: 32, 23; Adjacentes: 0 a 1; Consecutivos: 0 a 1; Soma:
[106-149]
Ver no fórum sobre o assunto: Verdinhas e Anti-verdinhas
Verdinhas Secundárias - Alargamento do conceito das Verdinhas; termo utilizado para
designar, em cada parâmetro, o conjunto de figuras que cobre no mínimo 80% das chaves
totais.
Vizinhos – São vizinhos os números que se tocam quer na vertical, horizontal ou diagonal. O
total de vizinhos numa chave é igual ao nº total de vezes que os números da mesma se
tocam.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Enviar um comentário